sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

UMA MOEDA: DUAS FACES

Está acontecendo atualmente no Brasil um fenômeno sócio-político sui generis: para um mesmo comportamento político, revelam-se duas reações contrárias. Trata-se da corrupção política. Quando a corrupção ocorre no âmbito do Partido dos Trabalhadores-PT, a reação é passiva, apática,da parte da sociedade, como ocorreu com todos os escândalos de membros do Partido dos Trabalhadores, desde o mensalão até os mais recentes. Quando a mesma corrupção acontece na esfera da oposição, como é o caso do atual do governador do distrito federal, Arruda,do Partido dos Democratas - DEM, aqueles mesmos setores - constituído por estudantes, intelectuais, funcionários e outros - antes apáticos e passivos, agora são tomados de fúria ética, invadem as ruas, a assembléia parlamentar e acampam diante do palácio governamental exigindo a renùncia do governador.
No primeiro caso: laissez-faire, laissez passez.
No segundo: o cumprimento da lei e exigência de comportamento ético
O que está acontecendo? Para os amigos a tolerância, para os inimigos a lei?

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

OS DOIS FORUNS.

ESTÃO ACONTECENDO NO MOMENTO DOIS FORUNS: O SOCIAL, DE PORTO ALEGRE, BRASIL E O ECONÔMICO, DE DAVOS, SUIÇA.
Cada um deles possui um foco de incidência de ações. O social pretende gerenciar a economia a partir de uma perspectiva assistencial, enquanto o econômico objetiva, promover o homem a partir da promoção de oportunidades possibilitadas pela economia. O primeiro quer desenvolver a economia a partir do homem, o segundo quer desenvolver o homem a partir da economia.
Este contraste possui origens históricas e ideológicas. As históricas estão calcadas nos séculos 18, com ênfase no econômico; e no século 19, com opção social. As ideológicas são liberais, o econômico; e sociais, o social. O Primeiro dá ênfase ao capital, o segundo ao trabalho.
As duas visões não podem assumir uma visão excludente. O econômico deve ter por princípío e fim o homem. O social, por sua vez, o seu bem estar do homem, inclusive o econômico.