sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Os Reis Magos



No dia 6 de janeiro o cristianismo comemora a festa dos Reis Magos, ou também chamada de Epifania. Esta é uma palavra grega - ἐπιφάνεια- cujo sentido para os gregos era a manifestação da divindade (milagre, visão, sinal entre outros sinais). No Brasil, esta festa não tem muito importância devido à influência americana. Na Europa e na Igreja Ortodoxa a festa é algumas vezes mais importante que o proprio Natal. Em Portugal, por exemplo, todo período que vai do Natal a 6 de janeiro é considerado as Janeiras. São dias de festas polpulares, período que as pessoas se visitam e cantam antes de entrar em casa. Entrando, recebem iguarias, doces e vinho.Na Igreja ortodoxa, no dia 6 de janeiro, celebra-se o batismo de Jesus, precisamente a manifestação de sua divindade, pois como narram os evangelhos, o céu abriu-se e uma voz forte proclamou: este é meu filho.
O signficado religioso está ligado à tradição de que três reis teriam vindo do oriente a Belém para visitar o recém nascido Salvador. Daí o sentido da palavra: manifestação da divindade do Salvador não somente aos hebreus mas a todas as nações representadas pelos reis estrangeiros. O porquê de “Reis Magos” se deve a uma referêmcia de Isaías: “As nações se encaminharão à tua luz, e os reis, ao brilho de tua aurora”. Surgiu também os nomes desses reis: Belchior, Gaspar e Baltasar, cada um deles representando uma nacionalidade ou mesmo uma raça, como alguns querem interpretar: os semitas (hebreus e árabes), os camitas (negros) e os giapetas ( brancos indoeuropeus).
Conforme é narrado eles apareceram na Judéia guiados por uma estrela e traziam para o Salvador incenso – que signficava a divindade, ouro – símbolo da realeza, e mirra – antecipação do sofrimento que teria que suportar.
O evangelho de Mateus, narra que os Reis adoraram o menino. O pano de fundo desta comemoração é a divindade de Jesus e a salvação extensiva a toda humanidade. O segundo aspecto é o mais significativo, pois os hebreus acreditavam que a salvação somente seria para eles. Aliás, o próprio chefe da igreja, Pedro, no início, não tinha clara a idéia de salvação da humanidade. Prova disso é que ele simplesmente seguia os ritos judaicos. Foi necessário que Paulo o alertasse de que a salvação não era exclusiva aos hebreus mas aos demais povos do mundo.

Um exemplo da Janeiras em Portugal:

Quem tem a candeia acesa
Quem tem a candeia acesa
Rabanadas pão e vinho novo
Matava a fome à pobreza
Já nos cansa esta lonjura
Já nos cansa esta lonjura
Só se lembra dos caminhos velhos
Quem anda à noite à ventura

Com a festa da Epifania - Reis Magos - finda o ciclo natalino. Acertamente os italianos dizem: "la festa de la Epifania, le feste le portano via".
A todos esperamos que tenham tido B O A S F E S T A S.