sábado, 5 de junho de 2010

CORPUS CHRISTI EM VALE VÊNETO





Feriado de Quinta. Para alguns apenas um feriado, para outros, principalmente os católicos, a comemoração da instituição da Eucaristia, Corpus Christi. Este foi o 3 de junho deste ano.
Resolvi fazer alguma coisa diferente. Fui visitar uma localidade, próxima 40 quilômetros de Santa Maria, cujo templo é dedicado a Corpus Christi. Fica na localidade de colonização italiana, Vale Vento, no município de São João do Polêsine. Alguns dizem que é a única da América Latina dedicada a Corpus Christi. Com este nome até pode ser, mas se nos dermos conta que “Corpus Christi” é o mesmo que “Santíssimo Sacramento”, já em Porto Alegre, no bairro Bom Fim há uma com este último nome.
Olhando-se à distância, a torre da Igreja matriz tem uma forma de cálice erguido e em cima uma hóstia. No interior há alguma obra de arte, com as pinturas de temas bíblicos, do italiano de Ângelo Lazzarini.
A igreja começou a ser construída no final do século XIX, 1886. Foi dedicada a Corpus Christi por causa de uma doação da Condessa da Inglaterra, Giorgia Maria Augusta, de três mil liras, três sinos, tabernáculo, castiçais e outros objetos sacros.
A visita valeu, principalmente pelas belas paisagens que contornam a localidade. Quem está na praça da matriz e olha ao redor tem a impressão que está na cratera de um vulcão extinto. O vale onde se encontra o lugarejo é como se estivesse dentro de uma boca aberta.
Os motivos de decoração para o Dia de Corpus Christi foram símbolos do sentido eucarístico, tais como o cordeiro, a uva, pão ou trigo, hóstia, cálice, peixe.
Hoje vou presentear meus visitantes com algumas fotos da paisagem e dos temas da comemoração.