sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

ADEUS ANO VELHO... FELIZ ANO NOVO


Desde muito tempo a comemoração do novo ano, chamado de Ano Novo, possui uma longa tradição histórica e chegou até nós. Até onde sabemos, os babilônios foram os primeiros a introduzir este costume. Faz, por isso, mais de 4.000 anos. Na Babilônia a festa ocorria no início da primavera. Já os assírios, persas, fenícios e egípcios celebravam a data no mês de setembro.


Os romanos foram os primeiros a fixarem uma data no calendário, perdurando até sua queda em 476 d.C. O novo ano tinha início em 1º de março inicialmente, depois, a data passou para 1º de janeiro. A data definitiva no ocidente foi fixada pelo cristianismo, em 1582, através do calendário gregoriano.
No oriente com cultura diversa da cristã, as datas ainda variam. Na China, a festa acontece em fins de janeiro ou princípios de fevereiro. No Japão, aproxima-se do ocidente, comemorando de 1º a 3 de janeiro.
Os hebreus, que possuem calendário próprio, a comemoram em meados de setembro até o início de outubro. Já os islâmicos festejam o ano novo em meados de maio associado-a a fuga de Maomé de Meca para Medina, fixando esta data, 622, como o Ano Zero.
Cada país, atualmente, celebra a sua maneira o Ano Novo.
Itália: Conserva ainda muito do paganismo soltando fogos de artifício. Comem pé de porco e lentilhas. Reúnem-se, em Roma, em Piazza Navona, Fontana di Trevi, Piazza Del Popolo e outros locais.
Estados Unidos: Na capital Nova Iorque, o povo se concentra na Time Square, onde cantam, bebem, correm e gritam. Na contagem regressiva uma maçã gigante desce no meio da praça e explode à meia noite, espalhando balas e bombons, para alegria da garotada.
Austrália: Em Sydnei a festa começa três horas antes da meia-noite com queima de fogos. Primeiramente as pessoas assistem ao espetáculo e depois se recolhem às suas casas para passar a virada com a família e posteriormente retornam para as praças, clubes ou restaurantes.
França: A concentração principal é na Avenida Champs-Elysées, junto ao arco do Triunfo. Há queima de fogos, espumantes e sumos para crianças. Há ainda os que se hospedam em hotéis para a festa.
Inglaterra: Em Londres as festas são na maioria no ambiente familiar. Mas há concentração na praça Trafalgar Square com queima de fogos de artifício.
Alemanha: O principal local de encontro é no famoso Portal de Brandemburgo, próximo ao local do Muro de Berlim. Não há fogos, mas muita festa com música e bebidas.
Brasil: Milhares de turistas, nacionais e estrangeiros, bem como a população do Rio de Janeiro se concentram na praia de Copacabana. Toneladas e toneladas de fogos de artifício são queimadas, provocando um espetáculo feérico.
Em cada país, região, localidade acontecem as comemorações, cada um a seu jeito.
A TODOS: UM FELIZ NOVO ANO, COM MUITA...MUITA...ALEGRIA!