sexta-feira, 2 de julho de 2010

PEDRO, CHEFE DA IGREJA - Selvino Antonio Malfatti




No dia 29 do mês de junho os católicos celebram a festa de São Pedro, considerado o líder dos apóstolos e o primeiro papa. Inicialmente chamava-se
Cefas que quer dizer “pedra” em aramaico. A chefia da Igreja se deve ao que Mateus escreveu no seu Evangelho.
- Tu és pedra e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus" (Mt. 16: 18-19).
A casa de Pedro fica perto do Lago de Genesaré - também chamado Mar da Galiléia – Atualmente há somente as ruínas das paredes, feitas de pedras. Por cima dela, e preservando-a, foi feita uma moderna construção com igreja, museus e outras atividades. Inicialmente era apenas uma casinha em forma octogonal, mas com o crescimento da importância de Pedro foram feitas mais construções ao seu redor, de modo que, pelos conceitos da época, se tornara pouco a pouco uma mansão.
Quem sai da casa de Pedro e vai ao lago percorre aproximadamente uns 200 metros. Ao se chegar às margens, há uma clareira entre os arbustos e uma pequena entrada com algumas pedras salientes e lajes. Era ali que Pedro deixava seu barco depois da pescaria. Foi nesse local que Jesus apareceu aos apóstolos, após a ressurreição e perguntou a Pedro se ele o amava. E a cada resposta positiva, Jesus lhe dizia:
- Apascenta minhas ovelhas.
Na terceira vez Pedro encheu os olhos de lágrimas. Era a confirmação de seu primado.
O papa João Paulo II, ao visitar o local, também comoveu-se e as lágrimas correram-lhe no rosto e disse aos acompanhantes:
- Este é o local mais bonito da Terra Santa!
Quem olhar à frente, tem um lago sereno, com ondas quase imperceptíveis. Do outro lado elevam-se as colinas de Gola, à esquerda o Rio Jordão entrando no lago e à direita perde-se a vista no horizonte. Parado, escutando o nada. Passa de leve a brisa pela face. E se olha, se escuta, se sente uma coisa boa perpassando pelas veias. E se olha, se escuta, se escuta, se olha.
É emocionante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário